10 dicas para decorar paredes

Coleção Pixel da  Bontempo  é composta por nichos que podem ter as frentes trocadas por “tampas’ de madeira, pedras e diversas cores

Coleção Pixel da Bontempo é composta por nichos que podem ter as frentes trocadas por “tampas’ de madeira, pedras e diversas cores

Uma parede vazia é como uma tela em branco. São inúmeras possibilidades de cores, revestimentos, obras de arte, objetos e luminárias que podem ser utilizados para decorar um ambiente e transmitir um estilo.

Mas, o que deve ser levado em conta na hora de pensar a decoração de uma parede? Para a arquiteta Guta Louro, não há um certo ou errado, pois o que funciona em um espaço não funciona em outro. “É importante entender o que é esperado ou necessário no ambiente, saber qual a atmosfera desejada”, alerta. Confira algumas dicas da arquiteta para não errar.

1. Definir uma paleta de cores ou um estilo e tentar permanecer fiel a um conceito é sempre uma boa ideia!

2. O teto também é uma parede! Lembre-se dele e trate-o como tal, pois assim o ambiente pode ganhar um novo caráter e ar completamente diferente.

3. Aposte em cores, texturas e revestimentos para dar mais vida a um ambiente neutro. Eles tem o poder de dar movimento, alongar, ampliar e reduzir a perspectiva dos espaços.

4. Paredes não precisam ser planas, podem conter mais de uma cor, assim como podem ser vitrine para obras de arte, prateleiras e, até mesmo, serem tratadas como a tela de um artista.

5. Revestimentos com texturas, formatos, espessuras e materiais diferentes são uma boa alternativa para ‘enfeitar’. Porém, escolha com cuidado. As pessoas adoram tocar em texturas diferentes e algumas podem sujar com o tempo.

6. Pense bem antes de fazer um furo em uma parede com um revestimento mais ‘permanente’, pois dependendo do material utilizado, qualquer modificação pode ser inalterável.

7. Combinar revestimentos com outros elementos é sempre divertido. Se um revestimento predomina o ambiente, vale deixá-lo em evidência com poucos acessórios. Outra opção é trata-lo como um pano de fundo para uma obra de arte ou espelho imponente.

8. Obras de arte não precisam combinar com a decoração, apesar de ser favorável ter tons ou estilo que conversem com espaço. Em muitos casos, a obra pode servir como inspiração para a paleta de cores ou estilo.

9. Luminárias devem ser escolhidas de acordo com seu propósito. Se for passagem, evite luminárias com braços; se for para leitura, movimentá-la pode ser interessante; se for banheiro ou cozinha, cuidado com as sombras; se for apenas decorativa, pense na luz desejada. Sempre verifique se a parede está regular, pois a luz evidencia as imperfeições não percebidas apenas com a luz ambiente.

10. Antes de prender qualquer item, verifique se existem canos que possam estar na linha do prego! Fora isso, não existem regras. A beleza das paredes é que elas podem ser facilmente pintadas e os furos fechados.

Slide1.JPG

1. Tapeçaria da obra Religião Brasileira de Tarsila do Amaral, na By Kamy

2. Azulejo artístico Vibra Hexa Amarelo, da Eliane Revestimentos

3. Granito exótico Amazon, da Guidoni

4. Prato decorativo Leonora Ramos, da mmartan

5. Prato decorativo Leonora Blossom, da mmartan

6. Mancebo Jasmim, assinado por Lattoog para a DonaFlor Mobília

7. Revestimentos Coleção Six, da Santa Luzia

Slide1.JPG

1. Vidro wGlass Design, da Weiku

2. Espelho Pêndulo Coleção Para Ser Feliz, design por Leo Romano, na Novo Ambiente

3. Luminária de parede Lucellino, do designer Ingo Maurer, na FAS Iluminação

Denise Delalamo

Agência de comunicação especializada em arquitetura, construção e decoração. Presta assessoria de imprensa e realiza projetos especiais de RP e marketing a profissionais, indústrias e lojas.